Topo
Um festival de Artes e Camping! – Just So Brasil
fade
3645
single,single-post,postid-3645,single-format-gallery,eltd-core-1.0,flow-ver-1.0.1,,eltd-smooth-page-transitions,ajax,eltd-grid-1300,eltd-blog-installed,page-template-blog-standard,eltd-header-vertical,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-dropdown-default,wpb-js-composer js-comp-ver-4.9.2,vc_responsive

Um festival de Artes e Camping!

Uma das coisas que mais me empolgou quando conheci o Just So Festival foi descobrir que o campismo era parte da essência do festival.

Nunca acampei com meus pais; o gosto pelo camping começou motivado por prazeres juvenis e recursos escassos. Não descarto a hipótese de que tenha me tornado entusiasta da ideia porque simplesmente dei sorte, afinal, todas as viagens deram sempre muito certo, mesmo depois que meus filhos nasceram e as oportunidades de noitadas na barraca ganharam novas motivações.

Com esse enfoque, fica bem simples advogar a favor das incríveis possibilidades que a experiência de um camping pode oferecer. Entretanto, meu gosto pessoal tem pouca importância para quem não simpatiza com a ideia e, por isso, fiquei matutando: como olhar para o tema sob outro ponto de vista?

Enquanto a pergunta ressoava internamente e eu, reflexiva, olhava para a página ainda em branco, me deparei com uma situação magnificamente óbvia: o dia era chuvoso e meus filhos me chamavam na sala para ver uma surpresa, uma lindíssima cabana improvisada com cobertores!

Na rotina corriqueira da vida doméstica é possível constatar: criança adora brincar das infinitas variantes que o tema “cabana” propõe. No entanto, quando a gente para e procura entender o que motiva as crianças a gostarem tanto da brincadeira é que as coisas ficam ainda mais interessantes.

Por ser gerada no útero, escuro e quentinho, e, ao nascer, ser recebida no calor e no conforto do colo da mãe é que a criança tem uma necessidade intrínseca de ficar embaixo de uma saia rodada ou de uma mesa, dentro do armário ou brincando na cabana. São todas situações que remetem ao contexto da gestação e nascimento e trazem conforto à criança, que se sente protegida, segura e amparada. Ou seja, essa brincadeira, ainda que simples e natural, gera na criança uma qualidade que lhe será útil por toda a vida: confiança.

Pensar nisso, para mim, é tão singelo e lindo!  

Agora, transferir a sensação de aconchego da brincadeira de cabana na sala de casa para uma barraca no festival só funciona se os adultos estiverem abertos a entrarem no clima. Nossa grande curtição é oferecer uma alternativa que favoreça uma experiência memorável e, por isso, o Just So Brasil já conta com a parceria da Overland Hospedagem Pop-Up (cujas fotos embelzam o nosso post), uma empresa singular, criada e gerida por uma mãe empreendedora (e amiga!), pioneira no país a oferecer o Hotel de Barracas.

Uma coisa é certa: levando barraca própria, reservando barraca no hotel ou estacionando seu motor home, ao encontrar à sua disposição uma equipe de hotelaria, outra de apoio, mais um café da manhã caprichado, banheiros limpos e ambiente agradável, passar uma noite no festival acabará sendo infinitamente enriquecedor às crianças e ainda agradará aos adultos mais exigentes.

Aventure-se!

 

O Just So Brasil é um festival de artes para famílias com a duração de um final de semana e a possibilidade de imersão plena em camping. O primeiro lote de tickets será vendido em breve, nas opções Dia (sábado e domingo) e Final de Semana (com camping). 

Dias 15 e 16/10 em Itu – SP.